quarta-feira, 12 de agosto de 2015


Por vários anos temos o privilégio de viver para anunciar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz, para difundir as maravilhas da sua Palavra. Isto tem sido a aventura de fé mais maravilhosa de nossas vidas, e é nosso desejo e oração que enquanto exista fôlego em nosso corpo, não deixaremos de falar das coisas que temos visto e ouvido.!!

Este blog é uma descrição da nossa história, nossos distintivos, nossa visão específica de ministério e a estratégia que consideramos ter recebido para fazê-la em realidade. Queremos convidar a todos aos que sonham conosco de que a única maneira de restaurar este mundo e cumprir o propósito pelo quai fomos criados, é descobrindo SUA PALAVRA.








 Marlon Ricardo e Joseane Francisca 
(Fundadores)


Qual é a história do nosso Instituto?

Nosso Blog "Descubra as Raízes Hebréia da tua fé" é um serviço de ensinamento dirigido a pessoas que independentemente de qualquer contexto religioso, anelam compreender a Bíblia da maneira mais simples em que foi transmitida, considerando o contexto histórico e cultural, de modo que seus principios de sabedoria possam melhorar nossa vida em todos os sentidos. 

Onde vamos, que devemos fazer e no que cremos? Ser uma rede mundial de estudantes apaixonados das Escrituras, dispostos a romper com qualquer dogma religioso com a finalidade de viver e difundir a mensagem essêncial da Bíblia, uma mensagem de fé, esperança e amor capaz de transformar o mundo.!


O QUE DEVEMOS FAZER! Brindar ferramentas didáticas gratuítos e fácil de usar para aquele que tem fome de aprender a mensagem central da Bíblia para sua vida.

O QUE NOS IDENTIFICA? Não promovemos nenhum tipo de movimento religioso, organização nem nada do estilo, simplesmente consideramos que o estudo sistemático livro por livro, capítulo por capítulo, verso por verso, de maneira constante e repitida, sem cair em um ênfases temático, é a chave para o balance e nossa comreenssão das Escrituras. É por ele que nosso sistema de aprendizado é simplesmente ensinar a Bíblia de uma maneira simples, buscando entender o que cada autor sagrado quis expressar.





De Sião saírá a Lei e de Jerusalém a Palavra de Adonai.



Yerushalaim










































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































terça-feira, 21 de outubro de 2014

O Nome Divino

Dizímo

Kabalah








O que Existe por traz da Kabalah? Parte I
O que Existe por traz da Kabalah? Parte II
O que Existe por taz da Kabalah? Parte III

Musicas Hebreia

Quem Somos





ACERCA DO AUTOR DOS ESTUDOS E COMENTÁRIOS BIBLICOS DESTE BLOG:

O autor dos comentários, leva mais de 13 anos estudando a Bíblia, havendo ingressado nas principais correntes do cristiansmo, messiânicos, judaísmo, etc, etc. Estudando a fundo as Raízes Hebréia da Bíblia para conhecer melhor seu transfundo e contexto cutulral, histórico, linguístico, etc. coma finalidade de cortar dogmas ou tradições do contexto, e atualmente buscando como sua missão principal encontrar a essência da mensagem Bíblica com o propósito de verdadeiramente transformar vidas e melhorar como seres humanos a imagem e semelhança do Criador.

Cosideramos que a religião divide, porém a mensagem essencial da Bíblia de amor ao Criador do Universo, e amor ao próximo, é a única esperança que o ser humano viva uma vida plena e cumpra seu propósito.

Cremos que a Bíblia é um livro sobrenatural, impossível de ser uma invensão humana, já que cada detalhe histórico, cada principio, cada mandamento, cada profecia, prova de maneira contundente para aquele que descubra sua mensagem, que não exista nenhuma obra na historia da humanidade com tanto potencial para melhorar a vida e dar-lhe sentido.

se você tem orado com sinceridade e paixão para conhecer a fundo a teu Criador, e compreender muito melhor sua revelação a través de livros, a Bíblia, e desta maneira entender seus planos para sua vida, te damos os mais cordiais de ser bem-vindo, tudo o que fazemos e oramos é pensando em pessoas como Você.....





segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Classe 1 B: Divórcio, Separação ou Perseverança parte 02




Hoje vamos estudar todo este tema de Divórcio, Separação ou Perseverança, e vamos ver que todas as vezes em que Deus estava criando algo em Gênesis, no primeiro dia, no segundo dia, quarto dia e etc. Ou seja, cada vez que Deus criava algo o que Ele dizia? Vayar Elohim ki-tov.: "E viu Deus que era bom" E no primeiro momento que não se introduz a frase "Não é bom" foi quando o homem estava só, e Deus simplesmente manifesta que não é bom que o homem esteja só. Tudo estava perfeito, os animais com seus pares, tudo em harmonia, porém viu o homem só e neste momento Deus disse:

"Elohim lo-tov heyot ha'adam levado e'eseh-lo ezer kenegdo". (Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Gênesis 2:18)

E como podemos saber que o homem não é bom  estar sozinho? Onde estar a resposta para saber o que tem de mal que o homem esteja sozinho? Quando aqui em Gênesis 2:18 disse: "far-lhe-ei uma ajudadora idônea" E nesta ajudadora idônea, encontramos a resposta do porque não é bom que o homem esteja só, e a resposta tem a ver com a palavra "idônea", e o que significa a palavra "idônea"? porque quando entendemos esta palavra "idônea", entendemos porque não é bom para o homem estar sozinho, porque "idônea" em hebraico é a palavra "kenegdo" (כְּנֶגְדּוֹ), e a palavra "Negd" (נֶגְדּ) em hebraico é contra. Quando dois times de futebol em Israel vão jogar contra, em hebraico se diz: Haifa Negd Maccabi Tela Aviv. "Negd" a mesma palavra que aparece na Toráh para contra, para "idônea".

E quanto mal tem causado que se tenha traduzido a palavra "kenegdo" para "idônea", e porque? Porque o homem estar pensando que a mulher é sua ajuda perfeita aos meus desejos, ao que eu quero. Então uma tradução errada, porque se somente houvesse traduzido o texto como "far-lhe-ei uma ajudadora contrária" nós pensaríamos, como pode uma ajuda contraria? Já se mudava nossa perspectiva. Então agora podemos entender o porque não é bom que o homem esteja só, porque necessita de alguém que lhe coloque um freio. E o que haveria passado se tivéssemos sabido disto antes de nos casarmos? Eu mesmo não sabia disto.

E porque não é bom que o homem não esteja só? Aqui vem algo fascinante. A solução é que Deus fez para o homem uma ajudadora idônea, e a palavra idônea no original hebreu Negd que significa uma Ajuda oposta. Uma ajuda contrária e porque Deus fez isto? Porque se Deus deixasse Adão sozinho no Eden, ele iria começar a pensar que ele é Deus e não pode haver dois deuses, ou é ele ou sou Eu, e como Deus não poderia sair fora então tinha que enquadrar Adão. Então para que o homem não pense que ele é deus, eu vou fazer uma pessoa que vai estar lhe lembrando todo o tempo, uma pessoa que vai lhe estar dizendo que ele não é deus e que não se exalte tanto, que no trabalho fale auto com a secretaria, com os empregados, porém quando chegue em casa chegue mansinho. E isto é bem incrível, porque muitas vezes vemos pelas ruas homens durões, são empresários duríssimos quando chega na empresa todo mundo se dobra a ele, porém quando ele chega em casa é piando igual um gato.

E quando entendemos o porque Deus criou o matrimonio, já nos rompe as falsas expectativas de que: Ah eu vou me casar para ser feliz, outros dizem: ah eu vou me casar para ter filhos...

Porém se a razão do matrimonio é ter filhos, pois o matrimonio não é o mais adequado para ter filhos, porque se realment e o que a pessoa quer é ter filhos, é melhor não se casar, porque qual é a melhor maneira de trazer vários filhos ao mundo? É casado ou solteiro onde pode se fazer um filho todos os dias? Porque estando casado é um filho por ano, a mulher se recupera talvez espera uns dois anos para ter outro, então aí é onde nos damos conta que o casamento não é para ter filhos..... Alguém também pode dizer: Ah o casamento é para me realizar, é para eu ser feliz, e se está é nossa expectativa, então já nos frustramos. Então para o que é o casamento? Para romper nosso orgulho, para que não pensemos que somos deus, para que não pensemos que sabemos de tudo, para termos alguém no nosso ouvido dizendo: Olha isto seria melhor assim.


Gênesis 2:21  Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;

Aqui vem alo interessante, porque para o que serve o sono? Para o que dormimos? Qual é o propósito de dormir? Para repor o desgaste , porém se estamos falando de um ser perfeito no qual tinha um corpo perfeito, que não havia cansaço, que não tinha desgaste, não tinha necessidade de dormir, Adão não tinha porque dormir, porém Deus fez Adão cair em sono profundo. Em outras palavras, que Deus momentaneamente tirou a vida de Adão, para que enquanto lhe tirasse a vida tirasse do seu corpo a mulher. E isto tem um simbolismo muito profundo, que tem a ver com alguém que ao morrer em um madeiro, da sua costela sai sangue e água, e este sangue e água produz o nascimento espiritual teu e meu. Assim com de Adão se extrai da sua costela a mulher, assim também ao redor de uns 4 mil anos depois, é transpassado uma costela de Yeshua, e daí se extrai o que viria ser parte da esposa dele.

Gênesis 2:22 E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.

Por isto agora podemos entender porque a mulher é mais emocional, porque a mulher é tirada do coração, é mais sensível, é mais dada as emoções, enquanto o homem é mais frio porque é feito da terra, porém a mulher é tirada do coração e aí está a diferença.

Gênesis 2:23  E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
Gênesis 2:24   deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.


E aqui fala de três princípios que vão produzir que a nova pareia com um matrimonio se unam, três princípios para eternidade e para conseguir harmonia familiar com respeito aos pais.

Numero 1deixará o homem o seu pai e a sua mãe.

Ou seja, cortará o cordão umbilical que os unem, tanto emocional quanto material, como econômico em todos os sentidos. E vemos muitas vezes que se não haja este "deixará" e que não tenha um desligamento que é doloroso como tudo, as vezes produz mais problema e porque? Porque quantas vezes vemos divórcios, porque nunca houve este desligamento para forma um novo vínculo familiar. E ai temos que muitas vezes na casa está metida a sogra, todos estão metidos nos assuntos, então é uma mistura de famílias, porém o principio de Deus é; Deixar.

Numero 2 Unir-se – Ser um só.

Numero 3 Permanecer.

Agora, o deixar não quer dizer que devemos esquecer e não querer saber mais nada do pais, aqui fala de não depender emocionalmente de pai ou de mãe, ou seja, não molestar os pais porque chegamos a maturidade, e até nos animais vemos, por exemplo a águia quando ver seus filhotinhos já estão meios grandinhos, os joga ao precipício. Estão todos unidos nas montanhas e de repente a águia os joga do precipício para que aprendam a voar, e vemos os filhotinhos gritando já chegando a ser espatifar no chão, aí a águia os pega outra vez e os leva novamente ao topo da montanha e os solta de novo, até que aprendam a voar.

Então vou te soltar, não quero que sigas dependendo de mim emocionalmente, porque isto vai te fazer mau, nem sequer economicamente e porque? Porque também trás questões as vezes de dependência, de autoridade, conflitos de autoridade quando existe um meio entra ambos econômico. Então vai haver um momento de deixar para que a pessoa comece a voar por ela mesma, e isto vai produzir unidade, e depois permanência, este é o propósito, permanecer. E nos fala também de uma perfeita intimidade, porque disse:

Gênesis 2:25  E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam.

Então, aqui entendemos para o que Deus criou um matrimonio, criou simplesmente para romper o orgulho do homem, este é o propósito, romper nosso orgulho e mostrar que não somos deus, e no processo que nos mude, o processo em que vamos adquirindo humildade, pois então a mulher também vai mudando. Também há certos detalhes que Deus tem que fazer com a mulher. Então de entrada este é o propósito de Deus a cerca do matrimonio.

Eclesiastes 4:7  Outra vez me voltei, e vi vaidade debaixo do sol.
Eclesiastes 4:8  Há um que é só, e não tem ninguém, nem tampouco filho nem irmão; e contudo não cessa do seu trabalho, e também seus olhos não se satisfazem com riqueza; nem diz: Para quem trabalho eu, privando a minha alma do bem? Também isto é vaidade e enfadonha ocupação.
Eclesiastes 4:9  Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
Eclesiastes 4:10  Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.
Eclesiastes 4:11  Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará?
Eclesiastes 4:12  E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.

Então aqui vemos o aspecto número 1 que acabamos de ver,

I – O matrimonio é um pacto criado por Deus para romper o orgulho de ambos.

Porque no processo de estarem contrário Negd (Contra), de ambos vai se romper o orgulho.

II – Por outro lado, o aspecto não é entre dois senão entre três partes.

Então, uma vez que entendemos isto, então compreendemos que, ao haver um contra continuo, ambos tem que ceder em algo. E o ponto é, onde estar o principio, quem é o primeiro em ceder? Pois esses são aspectos que vamos estar vendo. E podemos passar horas aqui falando para saber como a mulher vê o tema da sexualidade, é muito diferente de como o homem vê, porque quando o homem vê este tema da sexualidade, e ele vê que tem que fazer uma serie de coisas para merecer uma recompensa, aí neste momento o homem já começa a ver de maneira negativa. Então, é todo um processo muito complexo, é muito difícil para um homem ver e entender este tema como a mulher, e para uma mulher é difícil de entender e vê como o homem o vê. Porém este ponto vamos tratar plenamente de acordo a Toráh mais na frente. O importante é, que hoje temos que ver é;

Numero 1 – O matrimonio é um pacto entre três partes. Não é um contrato, que tem o propósito divino de romper nosso orgulho.

E romper nosso orgulho não é como eu quero e ambos tem que dizer o mesmo, não é como eu quero, é como Deus quer, e se ambos dizem isto, neste momento Deus vai começar a nos unir. E por mais esforços que ambas as partes façam para se unirem, somente de cima podem se unir, que tenhamos uma mesma perspectiva, um mesmo ponto de unidade. Então enquanto estamos unidos em um mesmo ponto e nossa maneira de pensar não seja saber o que opina a mulher ou o homem, senão o que Deus disse com respeito ao matrimonio, com respeito a sexualidade, com respeito a comunicação, com respeito a tudo, porque existe leis na Toráh especifica com respeito a sexualidade, e logo logo vamos entrar ao tema da Toráh, e que tristeza que a maioria dos crentes nem sequer conheçam a Toráh, não saibam em que se aplicam as leis da Toráh acerca do matrimonio. Então este estudo é para que possamos entender que.

Numero 1 – O matrimonio é um pacto entre três partes. Não é um contrato, que tem o propósito divino de romper nosso orgulho.

E vamos saber a diferença entre pacto e contrato:

A – O pacto se baseia em uma confiança mutua entre as partes. E o contrato se baseia na desconfiança.

Por isto que o pacto é algo incondicional, no bom e no mal, na saúde e na enfermidade, na riqueza e na pobreza. E o contrato como é? Como se vai casar já daí entra a pergunta: Como vão se casar, em comunhão de bens, com bens separados. Desde aí já está prevendo uma organização por meio das duvidas. Porém no pacto não, no pacto é algo incondicional, é estar com a pessoa até a morte.

B - Outra diferença é, que o pacto se baseia em responsabilidade ilimitada. Quer dizer, não culpa a outra pessoa por algo, um assume toda responsabilidade do êxito e do fracasso do casamento.

E o contrato se baseia em limitações de responsabilidade.

C – O pacto não se pode ser violado se as circunstancias, porém um contrato pode ser anulado por consentimento mutuo.

Ou seja, num pacto e quando Deus fez um pacto com Abraão e sua descendência, não disse a eles "Olha, sempre quando vocês se portem bem Ele não disse isto. Quando Deus fez um pacto com Abraão e finalmente é pelo pacto que Deus fez com Abraão que o povo de Israel permanece, não é nem sequer pelo pacto de Moisés, porque se fosse pelo pacto de Moisés, o povo de Israel já não existia mais. Porém, em base ao que Deus tem preservado ao povo de Israel? Em base ao pacto que Ele fez com Abraão, que Deus jurou a Abraão que abençoaria sua descendência. Então se introduz a lei de Moisés e por amor a Abraão, Isaque e Jacó Deus mantém o povo de Israel. Então o pacto é igual, um pacto é estar com a pessoa até o final, é um pacto que se vai amar a outra pessoa passe o que passe.

E a palavra hebréia para Pacto é a palavra Brit (בְרִיתִ֖) e Brit tem a ver com "Cortar" . Também tem a ver com um convenio que se fazia na antiguidade em que se cortava um animal em duas partes. Ou seja, porque Brit tem a ver com cortar? Porque na antiguidade quando se realizava um pacto entre duas partes, o que se fazia ao invés de se firmar um documento por exemplo; se iria entregar os filhos para se casar com os filhos do outro então literalmente se partia um animal em duas partes, colocava uma parte do animal de um lado e a outra metade do outro lado, e o sangue ficava no meio das duas partes aí no chão, tiravam as sandálias e ambos caminhavam pelo sangue do animal. E o que isto implicava era que, o que ambas as partes estavam se comprometendo essas pessoas na presença de testemunhas era, que se uma das partes não cumprisse o pacto, era que passasse o mesmo que passou ao animal com quem falhou no pacto.

Então por isto Deus disse a Abraão para fazerem um pacto, o pacto de que Deus lhe abençoaria, e em Genesis 15 está relatado isto, e aí em Genesis 15 mostra que quando Abraão partiu o animal e colocou os pedaços para caminha entre ele, porém chegou a noite e Abraão pegou no sono. E se suponha que ele tinha que passar entre as partes do animal, porque Deus passou por aí em forma de uma tocha de fogo, porém Abraão não passou. E o que isto quer dizer? Quer dizer que quem tomou a responsabilidade de guardar o pacto foi Deus. Ou seja, o pacto foi unilateral. Ou seja, o próprio Eterno se comprometeu a cumprir sua parte no pacto e se comprometeu a cumprir a parte no pacto de Abraão.

Quer dizer, se Deus falhasse e Deus não pode falhar, mais se por um exemplo Deus falhasse, Ele mesmo se faria responsável. Porém se Abraão falhasse Ele também tomou a responsabilidade. Quer dizer, Deus se comprometeu que se Abraão ou sua descendência falhasse, de todos os modos Ele vai pagar as conseqüências. E com isto podemos entender o porque Ele teve que enviar seu Filho Yeshua para morrer em uma cruz, porque? Porque Ele assumiu a responsabilidade da infidelidade de Israel e pagou as conseqüências, pagou as conseqüências das transgressões, do pecado e da maldade, e se há uma historia que sintetiza o poder de um pacto e um poder de um amor tão grande, é o livro de Oséias, no qual Deus manda o profeta Oséias se casar com uma mulher prostituta, infiel que foi embora várias vezes com seus amantes, e depois é pedido a Oséias uma e outra vez que vá resgatá-la, que tire a Gomer dos seus amantes e volte a perdoá-la, que pague um resgate por ela, e case-se com ela outra vez. Isto já é o amor sublime de Deus representado através de um matrimonio. E se nos damos conta, a mensagem central da Bíblia é a historia de uma família, ou seja, é um matrimonio, o matrimonio de Deus com seu povo, e seu povo ao longo da historia tem sido uma esposa adultera, infiel, e a pesar disto Deus teve e tem misericórdia, e perdoou uma e outra, e outra e outra vez. Então isto é um pacto, este é o pacto ao que estamos chamados á imitar.

Efésios 5:25  Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também o Messias amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,

(Igreja são os tirados fora das nações, ou seja, é o povo de Israel)

Efésios 5:26  Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
Efésios 5:27  Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.

Isto é um pacto, o nível mais grande de compromisso de um pacto. E ante a um nível de amor a si, de um pacto assim, diante á um nível de amor incondicional, haverá possibilidade de um fracasso? Em que termina a Bíblia? Com o que termina o livro de Apocalipse? As Bodas do Cordeiro, do Messias com seu povo redimido entre as nações, que um dia foi adúlteros, que foram idolatras, e que ao final diz que a esposa há vestido o linho fino, branco e resplandecente. Porém como é possível? Deus purificou seu povo. Isto é o matrimonio.  Ao que estamos chamados? A recrear o matrimonio, por isto que, na cultura hebréia quando se faz uma cerimônia de Bodas, e toda cerimônia de bodas tem o propósito de recrear toda a Bíblia, e mais na frente vamos saber porque se usa um tapete branco, porque a Chupá, porque se faz certos votos, porque se pisa numa taça de cristal, porque se toca um shofar, e vamos entender o propósito que Deus criou o matrimonio além de romper o orgulho, é de nos ilustrar-nos a relação de Deus com o povo de Israel.

Estamos chamados caso for necessário, a fazer exatamente o que fez o profeta Oséias. Então haverá possibilidade de um fracasso assim com um amor incondicional? Porque vemos que em Apocalipse 19 Deus saiu com a sua, ou seja, que Ele acabou seduzindo, conquistando a esposa. Então para terminar, devemos notar a diferença de um pacto formal, em que as pessoas se comprometiam passavam pelo meio das metades de um animal, simbolizando seu voto ou promessa de que estavam dispostos a enfrentar morte do mesmo jeito que havia passado aos animais se não permanecessem fiel a este pacto. O pacto que Deus fez com Abraão tem um sentido físico como espiritual e foi unilateral. Quer dizer, que Deus se comprometeu cumprir ambas partes do pacto, tanto a de Abraão como a Dele mesmo, e com isto declarou a sentença de morte sobre si mesmo no conceito de agencia divina de entregar a seu filho, já que a descendência de Abraão não foi fiel ao pacto.
Então vemos que o amor é capaz de cobrir multidões, porém mesmo que o pacto e o amor seja capaz de cobrir multidões de faltas, existe certas situações que mesmo a Bíblia considera o divórcio inevitável, não que a Toráh mande senão que permita o divórcio, e no próximo estudo é o que vamos saber quando o divorcio é inevitável, quais são as causas Bíblicas para um divórcio.